A cirurgia robótica teve início em 1999, quando o robô chamado Da Vinci foi criado. Desde então, este equipamento passou por muitos desenvolvimentos e atualizações, e chegou ao Brasil apenas em 2008.

A cirurgia robótica foi responsável por abrir caminhos para a realização de procedimentos de altíssima complexidade, previamente impossíveis de serem feitos.

A robótica evidentemente é o futuro da medicina, pois a cirurgia aberta não apresenta tecnologia envolvida e a laparoscopia tem algumas limitações, como a impossibilidade de aproximar a imagem e a rigidez da pinça. Enquanto isso, na robótica, o médico tem, através do console, a possibilidade de simular o movimento do punho, com visão de 360 graus.

Para se tornar referência, a Renovare Urologia e Andrologia investiu tanto no equipamento, quanto na estrutura e no treinamento de seus profissionais. O diferencial é que toda a equipe é preparada para a complexidade de realizar uma cirurgia robótica com agilidade e eficiência, o que certifica maior segurança aos pacientes e médicos.

VANTAGENS DA CIRURGIA ROBÓTICA

Ultimamente a cirurgia robótica tem sido considerada uma evolução da cirurgia laparoscópica minimamente invasiva. O que significa que o cirurgião estabelece os acessos laparoscópicos e introduz a câmera e os instrumentos de trabalho na parte de dentro do corpo do paciente através de pequenas incisões feitas pelo robô. Dessa forma, o médico possui uma excelente visão para realizar a cirurgia, além de contar com os movimentos precisos dos braços robóticos.

A cirurgia robótica é mais vantajosa que a cirurgia convencional (aberta) por ser:

·      Menos invasiva e ter cortes menores;

·      Diminui sangramentos, dores e riscos de infecção;

·      Recuperação mais rápida do paciente;

·      Menor tempo de internação.

Assim como também leva vantagem quando comparada à cirurgia laparoscópica por:

·      Oferecer mais precisão nas cirurgias em locais de difícil acesso, como nas regiões da pelve, diafragma e saída do esôfago;

·      Oferecer melhor ergonomia, pois o cirurgião fica sentado em posição confortável, o que auxilia em cirurgias longas;

·      Ser mais intuitiva, onde o robô reproduz movimentos similares aos do cirurgião. Na cirurgia laparoscópica convencional, o mecanismo de movimentação de instrumentos cirúrgicos é inverso. O médico movimenta os dedos para a esquerda e a pinça se movimenta para a direita.

·      Visão tridimensional para os cirurgiões.

 SEGURANÇA

O robô não realiza nada por si só. Todos os movimentos realizados por ele são, na verdade, feitos pelo cirurgião no console. Porém, perante ações imprevistas pelo cirurgião, a tecnologia robótica aciona um comando de segurança que trava provisoriamente a máquina, evitando danos ao paciente. Caso o médico não retire seu rosto da tela de controle, o robô também para automaticamente.

Como são mais complexas, as cirurgias robóticas também seguem um protocolo de checagem de todos os itens de segurança a cada 1 hora de cirurgia, aproximadamente.

A Renovare Urologia e Andrologia conta sempre com profissionais muito bem treinados e especializados para a realização de procedimentos de cirurgia robótica, o que atesta mais confiança e maior segurança do que os outros tipos de cirurgias.