Hematospermia, ou a presença de sangue no esperma, é um problema que causa muitas preocupações ao homem, e pode acontecer tanto em níveis microscópicos quanto em maiores quantidades. Geralmente, esse sangue não indica um problema de saúde necessariamente grave, mesmo assim, é importante que seja examinado e sua causa adjacente seja investigada.

A hematospermia é tida como primária quando o sangue no sêmen é o único sintoma, e secundária quando existe uma causa suspeita ou conhecida de sangramento.

O que causa o surgimento de sangue no esperma?

O sangue no esperma é ocasionado por uma inflamação das vesículas seminais, que pode acontecer devido a inúmeros motivos, sendo o principal deles alguma doença sexualmente transmissível (DST). Pode também ser resultado tanto de um bloqueio, quanto de uma infecção, lesão ou trauma. É muito comum que o sêmen com sangue indique a presença de algum problema na próstata, na uretra, nos testículos ou no epidídimo.

As possíveis causas principais são:

·      Malformações congênitas e vasculares;

·      Distúrbios hemorrágicos;

·      Doenças sexualmente transmissíveis;

·      Prostatite;

·      Infecção urinária;

·      Cálculo prostático;

·      Tumores;

·      Doenças sistêmicas com risco elevado de sangramento. 

Características clínicas

O sangue pode ser encontrado no sêmen de forma microscópica, invisível a olho nu, ou de forma macroscópica, visível. O homem deve observar o surgimento de outros sintomas concomitantes como:

·      Febre;

·      Calafrios;

·      Perda de peso;

·      Dor nos ossos;

·      Dor ao urinar;

·      Dor ao ejacular;

·      Sangue na urina;

·      Inchaço do escroto;

·      Dor na região lombar;

·      Sensibilidade no escroto.

Esses sintomas podem indicar possíveis doenças adjacentes.

Como é feito o diagnóstico?

Mesmo não significando um problema de saúde mais grave, o sangue no esperma é um sintoma muito assustador para o homem. O certo é sempre consultar um urologista para identificar a causa e realizar um tratamento adequado.

Em primeiro lugar, o médico deverá realizar um exame físico, bem como exames de sangue que auxiliem a determinar se há ou não alguma doença sexualmente transmissível. Uma avaliação da urina pode ajudar na detecção de infecções bacterianas ou outras anomalias na urina. O PSA (prostate-specific antigen) é um exame que testa os antígenos criados pela próstata e avalia a saúde deste órgão.

Existe tratamento?

Como normalmente desaparece com o tempo, raramente é necessário algum tipo de tratamento. Em grande parte dos casos, o sangue no esperma não está associado a nenhuma anormalidade conhecida, sendo dispensado tratamento.

Ainda assim, faz-se necessário o exame por um urologista para identificar a causa da desordem e seu possível tratamento. Sendo encontrada uma causa, o tratamento do sangue no esperma deve ser direcionado para essa causa.

Como é a evolução do sangue no sêmen?

O prognóstico vai depender da causa subjacente, se essa for identificada. Porém, a maior parte dos casos de hematospermia é benigna, tendo resolução sem tratamento e não sendo relacionada ao câncer ou a outras causas graves, principalmente em homens mais jovens.

Agende ainda hoje sua consulta com nossos especialistas. Aqui na Renovare nós cuidamos de você!