Você já ouviu falar em Captura Híbrida? Nem sabe do que se trata? Então venha para a Renovare e obtenha informações completas sobre esse e outros exames importantes. 

O QUE É CAPTURA HÍBRIDA?

Captura Híbrida trata-se de um exame molecular de alta sensibilidade que é capaz de diagnosticar o Papiloma Vírus Humano (mais conhecido como HPV), mesmo que ainda não tenham aparecido os primeiros sintomas. Este exame possibilita a identificação de 18 tipos do HPV, separados em grupos:

  • Grupo A (ou grupo de baixo risco): Não causam câncer;
  • Grupo B (ou grupo de alto risco): Podem causar câncer.

Para o grupo A, é possível detectar 5 tipos de HPV, quanto ao grupo B, 13 tipos.

O resultado do exame é dado através da relação RLU/PC, que está ligado à técnica e é positivo quando a relação RLU/PCA para vírus do grupo de baixo risco e/ou RLU/PCB para vírus do grupo de alto risco forem iguais ou maiores que 1.

Todas as mulheres que tiverem alguma alteração no exame de Papanicolau deve realizar o exame de captura híbrida para HPV, bem como mulheres que estejam dentro do grupo de risco do HPV, e mulheres que possuem muitos parceiros sexuais.

Além do HPV, este exame também tem a capacidade de detectar diversos micro-organismos que causam doenças infecciosas, como o vírus da hepatite B, citomegalovírus, vírus herpes simplex, clamídia, HIV, assim como bactérias causadoras da sífilis e gonorreia.

COMO É REALIZADO O EXAME DE CAPTURA HÍBRIDA?

O exame de captura híbrida é dado por meio da raspagem de uma pequena porção do muco vaginal no colo do útero ou vulva. Esta amostra coletada é colocada em um tubo de ensaio e enviada para o laboratório para que seja analisada. A captura híbrida também pode ser realizada com secreção anal ou bucal. No homem, o material usado é coletado de secreções da glande, da uretra ou do pênis.

Todo material coletado é remetido para o laboratório para ser processado em um equipamento semi-automatizado, responsável por realizar as reações, e a partir dos resultados obtidos é liberada a conclusão laboratorial, que deverá ser analisada pelo médico.

A realização do exame de captura híbrida é indolor, mas pode causar desconforto no momento da coleta. 

PREPARAÇÃO PARA O EXAME DE CAPTURA HÍBRIDA

Para fazer o exame de captura híbrida, a mulher precisa agendar uma consulta com um ginecologista e não ter relações sexuais por pelo menos 3 dias antes do atendimento médico, não deve estar menstruada e não pode ter feito uso de nenhum tipo de ducha ou lavagem vaginal pelo período de 1 semana, pois estes elementos podem modificar a fidelidade do exame e fornecer um resultado falso-positivo ou falso-negativo.

No homem, a preparação para o exame de captura híbrida também inclui não ter relações sexuais pelo período de 3 dias antes da consulta. Nos casos de coleta através da uretra, também é importante estar a pelo menos 4 horas sem urinar. Já nos casos de coleta através do pênis, deve estar com no mínimo 8 horas sem higiene local.

Agora que você já conhece a captura híbrida, vale dar mais um lembrete: O câncer de colo de útero surge, em média, 10 a 15 anos após a contaminação pelo HPV, este fato faz deste exame um importante instrumento para a precoce detecção do vírus e a prevenção da doença.

Agende sua consulta na Renovare. Nós cuidamos de você!